Teoria das Inteligências Múltiplas aplicada aos estudos

A Teoria das Inteligências Múltiplas foi desenvolvida por Howard Gardner para ajudar a responder algumas questões que nos deixam encucados.

Ou você nunca se perguntou porque algumas pessoas têm um talento especial para certas áreas, enquanto em outras são completos ignorantes?

Tipo aquele seu amigo que nem abre o caderno na sala de aula e só tira nota boa em geografia, mas em matemática só passa arrastado?

Ou talvez aquela menininha que dança melhor que muitos adultos, mas tem muita dificuldade para ler?

Pois é, cada um de nós tem um talento especial para uma determinada área, mas isso nem sempre era levado em consideração nos critérios de medição intelectual.

O famoso teste de QI, por exemplo, avaliava apenas duas capacidades, verbal e lógico-matemático, ignorando outros campos intelectuais.

A consequência disso é que uma pessoa podia ser brilhante em um aspecto, mas ainda assim ser rotulada como “intelectualmente prejudicada” por ter um QI abaixo da média.

Felizmente, Gardner não se conformou com esta injustiça, e em 1983 criou a Teoria das Inteligências Múltiplas, que dividiu nossas habilidades cognitivas em 7 áreas distintas (hoje já são OITO!).

Neste artigo, você vai aprender:

1. Quais são os tipos de inteligência de Gardner;
2. Como descobrir qual seu tipo dominante;
3. Como aplicar este conhecimento para melhorar seus estudos.




As 8 Inteligências Múltiplas

De acordo com Gardner, existem 8 tipos de inteligência que podem estar mais ou menos desenvolvidas em cada um de nós, de acordo com fatores genéticos, estímulos ambientais e desenvolvimento pessoal.

As inteligências são: Linguística, Corporal, Espacial, Musical, Interpessoal, Naturalista, Intrapessoal e Lógicomatemática.

Vamos ver em detalhes?

1. Inteligência Linguística

Inteligência Linguística

Definição

É a habilidade de usar a linguagem falada ou escrita para expressar suas ideias e pensamentos, seja por meio de sinais, palavras ou até mesmo números.

De todas as inteligências múltiplas, esta é uma das preferidas pelos professores, onde a avaliação tradicional se dá de forma escrita.

As pessoas com uma boa inteligência linguística também têm muita facilidade em aprender leitura dinâmica.

Profissões de destaque

Professores, escritores, palestrantes, advogados, políticos, etc.

Exemplos de pessoas

Paulo Freire, Fernando Pessoa

2. Inteligência Corporal

Inteligência Corporal

Definição

É a capacidade de controlar e orquestrar os movimentos corporais, conhecendo o potencial físico do seu corpo e ter excelente coordenação motora.

Profissões de destaque

Artesãos, atletas, dançarinos, atores

Exemplos de pessoas

Carlinhos de Jesus, Ana Botafogo, Neymar

3. Inteligência Espacial

Inteligência Espacial

Definição

É a inteligência responsável por fazer com que você leia um mapa, e lembrar onde estacionou o carro no Shopping!

Ela te ajuda a interpretar e reconhecer os padrões como cores, formas e medidas, além dos movimentos e as posições de objetos no espaço.

Profissões de destaque

Arquitetura, artesanato, design, fotografia

Exemplos de pessoas

Aleijadinho, Oscar Niemeyer




4. Inteligência Musical

Inteligência Musical

Definição

Essa é fácil, né? Estamos falando da habilidade em produzir e interpretar sons, seja por meio de instrumentos musicais ou do próprio corpo, através do uso da voz, por exemplo.

Se você tem um amigo que não consegue ficar 2 minutos sem batucar em alguma coisa, ele tem uma inteligência musical bem desenvolvida.

Profissões de destaque

Músico profissional, canto, ensino de música, DJ

Exemplos de pessoas

Carlinhos Brown, Mozart, Tom Jobim

5. Inteligência Interpessoal

Inteligência Interpessoal

Definição

É a capacidade de se relacionar com o outro. Quem tem esta inteligência desenvolvida costuma ser considerado carismático e possuir boa capacidade de compreender, orientar e liderar outras pessoas.

Profissões de destaque

Marketing, psicologia, vendas, jornalismo, serviço social

Exemplos de pessoas

Silvio Santos, Winston Churchill

6. Inteligência Naturalista

Inteligência Naturalista

Definição

Foi a última inteligência proposta por Gardner. Esta inteligência está fortemente desenvolvida naquelas pessoas que sentem uma grande conexão com a natureza em todos os seus reinos: animal, vegetal e mineral.

Profissões de destaque

Veterinários, biólogos, geólogos

Exemplos de pessoas

Charles Darwin, ativistas do Greenpeace




7. Inteligência Intrapessoal

Inteligência Intrapessoal

Definição

Também conhecida como autoconhecimento. Está mais presente em pessoas que gostam de meditar, de refletir suas limitações, defeitos e qualidades. É uma inteligência de caráter mais introspectiva, por isso é mais difícil de ser analisada.

Profissões de destaque

Filosofia, teologia, psicologia, terapeutas em geral

Exemplos de pessoas

Padre Marcelo, Freud, Nietzsche

8. Inteligência Lógico-matemática

Inteligência Lógico-matemática

 Definição

Esta é uma das inteligências múltiplas mais medidas nos teste de inteligência tradicionais, como o QI.

É usada para resolver cálculos, solucionar problemas de lógica ou qualquer tipo de enigma envolvendo números.

Geralmente está bem desenvolvida nas pessoas que são mais racionais e menos emocionais.

Quem tem esta inteligência geralmente também se destaca na inteligência espacial.

Profissões de destaque

Física, matemática, engenharia, programação de computadores, medicina

Exemplos de pessoas

Isaac Newton, Albert Einstein

Descobrindo seu tipo de inteligência dominante

Inteligências Multiplas 2

Antes de mais nada, é importante dizer que todos temos as 8 inteligências dentro de nós, porém algumas foram mais desenvolvidas e outras menos.

Além disso, não use este conceito como um rótulo ou algo definitivo.

Por exemplo, se você descobrir que sua inteligência musical é pouco desenvolvida, nada te impede de aprender a tocar violão, se isso é algo te daria prazer.

Agora vamos aos fatos:

É normal que cada um de nós possua um número entre 1 e 3 inteligências dominantes, mas não mais do que isso, e saber quais são as inteligências mais presentes em você pode fazer total diferença na hora dos estudos.

Infelizmente não existe uma fórmula ou teste pronto para definir que inteligência é mais forte em uma pessoa, mas você pode descobrir isso através de algumas perguntas simples:

• Qual é ou era a sua matéria favorita na escola? (ex.: português, matemática, geografia, literatura, educação física)

• Qual a profissão dos seus sonhos? (ex.: engenharia, medicina, psicologia, artes)

• O que você faz para se divertir? (ex.: dançar, pintar, cantar, conversar, ler, meditar)

• Você se considera mais razão ou mais emoção?

Aplicando sua inteligência aos estudos

Inteligências Múltiplas Aplicada aos Estudos

Agora que você já domina o conceito de inteligências múltiplas, conhece os 8 tipos existentes, e já identificou seu tipo de inteligência dominante, chegou a hora de aplicar este conhecimento nos estudos!

O segredo está em adaptar o conteúdo que você está estudando à sua forma ideal de aprender.

Por exemplo, se você é uma pessoa que tem uma inteligência linguística bem forte, então ao estudar matemática, que teoricamente não é seu ponto forte, você deve usar técnicas que vão facilitar seu aprendizado, como criar uma história envolvendo uma fórmula, entrevistar seu professor, participar de um grupo de debate sobre o assunto, e assim por diante.

Veja na tabela abaixo como usar as características das inteligências múltiplas da forma mais adequada para alavancar seus estudos:

Inteligência

Técnicas de Estudo

Linguística

  • Contar histórias
  • Entrevistar especialistas
  • Participar de debates
  • Produzir artigos
  • Fazer uma redação
Corporal
  • Fazer um teatro com a matéria estudada
  • Fazer atividades estilo “mão na massa”
  • Assistir uma vídeo aula enquanto corre na esteira ou pedala na ergométrica
  • Crie jogos relacionados ao tópico
Espacial
Musical
  • Fazer paródias musicais com o assunto
  • Estudar ao som de música
  • Fazer rimas
Interpessoal
  • Participar de debates
  • Entrar em grupos de estudo
  • Fazer trabalhos em equipe
  • Ensinar a alguém o que aprendeu
Naturalista
  • Fazer associações ou comparações entre o assunto e a natureza
  • Criar cenas relacionando a matéria e algum elemento da natureza
Intrapessoal
  • Refletir sobre a matéria
  • Concentrar-se no assunto
  • Estudar sozinho
  • Fazer pesquisas
Lógico-matemática

E agora é colocar a cara nos livros, adaptar o conteúdo à sua inteligência dominante, e aprender de verdade!

Bons estudos!

Um comentário em “Teoria das Inteligências Múltiplas aplicada aos estudos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *